Imprimir

Primeiro selo borboleta

by Feliciano Flor
VisualizaƧƵes: 4057

Votos do utilizador: 0 / 5

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

   Alguns autores defendem que só em 1950 se iniciou a temática BORBOLETAS, com o selo da emissão básica para o território britânico Sarawak, na Malásia, sendo o nome da borboleta - "Troides brookiana" homenagem a James Brooke, o 1º Rajá de raça branca. 

 
 
          
 
Trata-se duma emissão com um único selo de taxa 1 ct., impresso a cinzento e que tem dimensões 38 x 25 mm, mostrando também o busto do Rei Jorge VI. 

 
 
A borboleta "Brookiana" tem envergadura de 15 a 17 cm, e foi classificada em 1855 pelo naturalista Alfred R. Wallace, sendo uma espécie em vias de extinção no seu habitat das ilhas do Borneu e da Sumatra e protegida pelas Nações Unidas, que a incluiram numa emissão de 1998 lançada em Viena e mostrada no selo seguinte.
 

            

Actualmente, o Género desta borboleta é "Trogonoptera" (que já consta numa indicação do selo, por baixo da imagem), e que inclui apenas uma outra espécie - a Trojana, que foi classificada por Honrath em 1886. Este Género com dois outros, Ornithoptera com 15 espécies e Troides com 21 espécies, formam agora a Subfamília TROIDES dos Papilionídeos. 
 
                   ***********                           **********
 
Sustentam outros autores que a temática teve início com a série suiça "Pro Juventute", emitida em 1950 com as imagens coloridas de três espécies - Vanessa atalanta, Catocala fraxini e Colias palaeno. Porém, verifica-se que aquele selo de Sarawak mostra no lado esquerdo o busto de George VI, e naquela série suiça que estão incluídos dois outros selos - o insecto abelha e o busto do homenageado Theophil Sprecher von Bernegg.
 
 
 
Assim, parece mais correcto afirmar que o selo pioneiro foi emitido dois anos antes pelo Chile, em 18 de Setembro de 1948, integrado na série comemorativa do centenário da publicação do livro "História Física e Política do Chile", homenageando o seu autor - o naturalista francês Claudio Gay (1800-1873), a quem foi atribuída a nacionalidade chilena.

 

O selo com a borboleta "Castnia eudesmia" (Mariposa del chagual) ocupa a segunda posição da 2ª fila, nas folhas com 25 selos diferentes, ilustradas com espécies da flora e da fauna chilenas, como esta que se mostra da colecção do autor.
 
 
A impressão em offset, efectuada pelos "Talleres de Espécies Valoradas" em Santiago do Chile, tem papel de filigrama 3, e os selos apresentam denteado de 13 3/4. Foram emitidas 400.000 folhas de cor azul - selos de taxa 60 cêntimos, 120.000 folhas de cor verde - selos de taxa 2 pesos e 60 cêntimos, e apenas 40.000 folhas de cor vermelha, com selos de taxa 3 pesos, destinados ao correio aéreo.